Moradores do bairro Cidade Nova se fez presente no protesto do dia 17 de junho de 2013, que lutam para melhorar o município de Foz do Iguaçu - PR | Informativo Cidade Nova Informa - CNI e Biblioteca Comunitária - CNI - Oficinas CNI

Moradores do bairro Cidade Nova se fez presente no protesto do dia 17 de junho de 2013, que lutam para melhorar o município de Foz do Iguaçu - PR

Imagem Megafone Cidadania Na Comunicação

Alguns moradores do bairro Cidade Nova se fez presente no protesto do dia 17 de junho de 2013, o qual foi um marco nacional. E o CNI não poderia perder esta oportunidade de agradecer a esses jovens, adultos e crianças que mostram a sua indignidade das coisa "porcas"  que mancha o nosso Brasil. E é de valor inestimável a importância dessas pessoas aguerridas que lutam para melhorar o município de Foz do Iguaçu - PR.




Assim o CNI continua a matéria com as palavras do jornalista Bruno Zanette - O Gigante Acordou.

Vejam também a matéria do Mega Fone que esta muito legal...

Foz do Iguaçu está de parabéns hoje. Sinceramente, não acreditei que a movimentação pudesse reunir tantas pessoas em prol de um único objetivo, protestar contra tudo o que há de errado no país. Tive uma grata surpresa, quando vi todo aquele povo em frente ao Terminal de Transporte Urbano.

Apesar do nome até certo ponto engraçado ("Marcha em Apoio à Revolta da Salada"), o manifesto queria dizer muito mais do que isso. Mais do que alguns centavos a mais (ou a menos, no caso de Foz) que são aumentados ou reduzidos na tarifa do transporte urbano. Como li em um editorial hoje, era pelo direito de simplesmente poder protestar. Protestar contra a falta de saúde, educação, gastos absurdos na Copa, transporte de má qualidade...

Não fui no exercício de minha profissão como jornalista. Fui para me juntar a toda aquela gente. Se não chega aos números impressionantes de São Paulo, Rio de Janeiro ou outras capitais, impressiona pelo fato de ser uma cidade do interior, tantas vezes mal vista pela grande mídia, por ser fronteira com o Paraguai e haver problemas existentes de TODAS as fronteiras do país.

Senti uma estranha e prazerosa liberdade, da qual poucas vezes havia presenciado. Não eram só jovens. Eram pessoas de todas as idades. Mães com os filhos, casais de namorados, enfim, todos gritando uníssono pela mesma causa.

"Vem pra rua! Vem pra rua!", "Da Copa eu abro mão, quero mais saúde e educação"

Emociona saber que a mesma atitude era feita ao mesmo tempo em diversas outras cidades. E em Foz do Iguaçu, vale destacar a tranquilidade com que foi realizado o protesto batizado de #mudafoz. Tanto os manifestantes, quanto a Polícia Militar agiram sem violência. A PM até deu uma grande ajuda no trânsito, orientando os motoristas. Sinal de que felizmente a falta de preparo é uma lamentável exceção em algumas corporações, que não deveria existir. Pelo menos até o momento em que fiquei, não ocorreram problemas.

Por alguns instantes, pensei ter voltado a um passado do qual não vivi. A luta pelas "Diretas Já", os manifestos e protestos na mesma Praça Getúlio Vargas, na 3ª pista da Av. JK, onde também aconteceram vários e vários comícios, discursos de políticos que hoje deveriam estar presentes, e se não estavam, certamente ficaram sabendo do que ocorreu. O povo já está cansado e o momento de buscar mudanças é agora, na era da informação e dos meios digitais. Como dizem, #ogiganteacordou!

Bruno Zanette - Jornalista formado em Foz do Iguaçu-PR, pela União Dinâmica de Faculdades Cataratas (UDC). - Blog MZ Esporte